Corrupção: seu caráter e suas consequências

Vishal Mangalwadi

Vale a pena lutar contra a corrupção? Um líder evangélico devoto, na Índia, me disse que não aceitaria nem daria suborno para sua conveniência pessoal. “No entanto”, disse ele, “eu dirijo um orfanato. Minhas crianças não podem ter água a menos que eu suborne. Para o seu bem, eu não tenho outra opção.” Eu respondi: “O mínimo que devo dizer é que vocês estão reescrevendo as Escrituras. Jesus disse: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas” (João 10:11). Você está querendo dizer que “um bom pastor dá subornos pelas suas ovelhas.” Não é verdade que as suas crianças precisam mais do que água? É ótimo construir um orfanato, mas por amor a eles, você não precisa também construir uma nação em que eles sejam capazes de conseguir um emprego sem suborno e viver com integridade, dignidade e orgulho?”
1. Corrupção vira toda instituição de cabeça para baixo

O Ganges e Yamuna, os principais rios do norte da Índia, descem para as planícies das geleiras do Himalaia em ambos os lados de Dehradun. Entre os dois grandes rios estão dezenas de nascentes e cachoeiras e algumas das nascentes passam direto pela cidade. Será que Dehradun terá alguma dia falta de água? O abastecimento de água não depende da misericórdia do vento; os rios são alimentados da neve. A água não precisa ser bombeada até Dehradun, ela precisa apenas ser filtrada e canalizada. No entanto, alguns verões atrás, uns amigos meus tiveram que dar 30 mil rupias (o equivalente ao salário anual de um trabalhador) em subornos para obter água para seus programas de verão.

É por isso que: não há água nas torneiras, e meus amigos tem que ir ao Departamento de Água e pagar a taxa exigida para um tanque para transportar água. O tanque não aparece. Eles voltam para reclamar. O chefe chama o motorista e abusa dele na frente deles. O motorista explica que ele estava a caminho quando um pneu furou. Quando o pneu foi consertado, já estava na hora de fornecer água para o político local! O patrão diz aos meus amigos para irem para casa, garantindo que o tanque chegará. Enquanto eles caminham em direção ao seu carro, um guarda idoso os alcança. “Vocês parecem novos aqui”, ele sussurra. “Reclamar não vai ajudar. O dono do tanque nunca fornece água a menos que seja apaziguado. Não se deixem enganar pela encenação do chefe – até mesmo os deuses acima recebem a sua parte.” Por que há falta de água em Dehradun todo verão, justamente quando mais se precisa de água? A resposta é simples: se há água em suas torneiras, os chefes políticos, os gestores e o pessoal do departamento de águas recebem apenas seus pagamentos. Quando você não tem água, eles recebem seus salários mais um grande suborno. Assim, assegurar que suas torneiras não tenham água é um dos interesses do departamento de água. Da mesma forma, durante a fase socialista da nossa economia, era de interesse do departamento de telecomunicações certificar-se que você não receberia o telefone que havia comprado. Qual é o interesse dos professores? Garantir que seu filho não vá bem nas aulas. Você precisará contratar um professor particular para seu filho no horário após a escola. Quais são os interesses do departamento de obras públicas e seus contratantes? Quais são os interesses do departamento da energia pública? O que faz um oficial de polícia, na falta de dinheiro, querer em sua área crime ou tranquilidade? Por que as agências de investigação não conseguem processar os funcionários públicos corruptos? Os promotores irão receber muito mais do que seus salários se os culpados estiverem livres. Qual seria a vantagem da imprensa se mantivesse a história viva na memória do público pela perseverança tenaz? Jornalistas e editores ganham mais se fazem apenas barulho suficiente para constranger os culpados a apaziguá-los com subornos. A corrupção transforma toda instituição de servo para senhor. As sociedades corruptas não produzem instituições tais como imprensa livre ou judiciário independente para salvaguardar os direitos do “homem simples”.

(Tirado do livro Verdade e Transformação, Publicações Transforma)